voltar
Stock Car

Zonta vence a segunda corrida da Stock Car em Londrina

11 Set 2017
2c
Se manter na pista até o final da corrida, colocar tanque cheio na parada obrigatória, poupar os pneus e economizar os botões de ultrapassagem. Essa foi a receita da Shell Racing para levar Ricardo Zonta à vitória da segunda corrida da rodada dupla realizada neste domingo em Londrina. Marcos Gomes, em segundo, e Rubens Barrichello novamente em terceiro, completaram o pódio da prova.

Zonta já havia conquistado uma vitória na temporada, na segunda corrida em Goiânia, e comemorou os resultados em Londrina. “A estratégia que a equipe fez foi muito positiva, funcionou perfeitamente, ficamos na pista na primeira corrida mesmo não tendo um resultado expressivo, um 16º. Largamos muito bem na segunda corrida e o carro estava fantástico, tinha economizado pneu e vários botões de ultrapassagem”.

Marcos Gomes tentou seguir a receita do vencedor, mas tentou arriscar um pouco mais na primeira corrida, o que praticamente anulou suas chances de vitória. “A estratégia foi muito boa, só podíamos ter desistido da primeira corrida um pouco antes. Consegui economizar três pushes, o Zonta antecipou antes e foi com 12 botões e eu tinha apenas oito. Essa foi grande diferença da corrida”, destacou o piloto da Cimed Racing.

Rubens Barrichello adotou uma estratégia diferente, focada no campeonato e deixa Londrina com dois terceiros lugares e como o maior pontuador da etapa. “Londrina e a Stock Car são muito boas para mim. Hoje o público daqui me pediu nas redes sociais uma sambadinha. Meu carro está bom desde a classificação, foi um erro meu não conseguir a pole. Mas somos feitos de carne e osso, estamos sempre aprendendo. Estou muito feliz, podíamos ter brigado pela vitória na primeira, mas achamos melhor esse tipo de estratégia de conquistar mais pontos nas duas corridas”, diz o piltoo da Full Time.

Veja o resultado final da segunda corrida:

1.   10   Ricardo Zonta   (Shell Racing) – 30 voltas em 41min57s567
2.   80   Marcos Gomes   (Cimed Racing) – a 2s179
3.   111   Rubens Barrichello   (Full Time Sports) – a 3s066
4.   1   Antonio Pizzonia   (Prati-Donaduzzi Racing) – a 5s364
5.   83   Gabriel Casagrande   (Vogel Motorsport) – a 5s620
6.   51   Átila Abreu   (Shell Racing) – a 9s549
7.   77   Valdeno Brito   (Eisenbahn Racing Team) – a 11s969
8.   73   Sergio Jimenez   (Bardahl Hot Car) – a 12s339
9.   18   Allam Khodair   (Full Time Sports) – a 14s855
10.   0   Cacá Bueno   (Cimed Racing) – a 15s112
11.   8   Rafael Suzuki   (Cavaleiro Sports) – a 15s323
12.   44   Betinho Valério   (Hero Motorsport) – a 18s354
13.   117   Guilherme Salas   (Vogel Motorsport) – a 20s070
14.   9   Guga Lima   (Bardahl Hot Car) – a 20s448
15.   25   Tuka Rocha   (RCM Motorsport) – a 22s602
16.   70   Diego Nunes   (Hero Motorsport) – a 26s401
17.   30   Cesar Ramos   (Blau Motorsport) – a 4 voltas
18.   28   Galid Osman   (Ipiranga Racing) – a 8 voltas
19.   5   Denis Navarro   (Cimed Racing Team) – a 11 voltas
20.   40   Felipe Fraga   (Cimed Racing Team) – a 11 voltas
21.   110   Felipe Lapenna   (Cavaleiro Sports) – a 12 voltas
22.   4   Julio Campos   (Prati-Donaduzzi Racing) – a 15 voltas
23.   3   Bia Figueiredo   (Full Time Academy) – a 17 voltas
24.   65   Max Wilson   (RCM Motorsport) – a 18 voltas
25.   12   Lucas Foresti   (Full Time Academy) – a 26 voltas

Não completaram:

26.   29   Daniel Serra   (Eurofarma RC)
27.   21   Thiago Camilo   Ipiranga Racing
28.   90   Ricardo Mauricio   Eurofarma RC
29.   31   Marcio Campos   Blau Motorsport
30.   46   Vitor Genz   Eisenbahn Racing Team

bannernewsracer

Parceiros

  • prime
  • astrus