voltar
bannernewsracer
Stock Car

Stock Car: português Félix da Costa sobe ao pódio na Corrida do Milhão

Convidado especial da Hero Motorsport consegue segundo pódio consecutivo em Goiânia


06 Ago 2018 stock portuga newsBANNER1

Com mais uma atuação impecável, o português Antonio Félix da Costa obteve seu segundo pódio em uma corrida da Stock Car em Goiânia. Neste domingo (5/8), competindo pela equipe Hero Motorsport, o ex-piloto de testes das equipes Red Bull e Force India de Fórmula 1 terminou no terceiro lugar depois de ser um dos principais protagonistas da badalada Corrida do Milhão – vencida desta vez por Rubens Barrichello. Félix já havia subido ao pódio no Autódromo Internacional Ayrton Senna em 2017, também defendendo a Hero Motorsports. O piloto português chegou a liderar a corrida deste domingo e permaneceu na briga pela vitória até a volta final.

“O resultado foi bom mas você sempre quer mais quando é o carro mais veloz na pista”, comentou Félix após a corrida. “Eu consegui passar o líder Daniel Serra e economizei bastante o carro e os pneus para a parte final da prova. E é óbvio que não ter vencido essa corrida deixa aquela sensação de que algo muito especial escapou. Mas uma série de coisas influíram, e em grande parte foi falta de experiência minha com esse regulamento. Como tivemos três safety cars, a prova teve menos voltas e eu achei que a corrida ainda teria mais algumas – e por isso não usei todos os pushes. Mas no geral estou feliz em ter mais esse pódio”, resumiu o piloto da Hero Motorsports.

Lucas Di Grassi não viu suas chances de brigar pela ponta de materializarem. O campeão da Fórmula E de 2017 chegou a andar na terceira posição, com uma ultrapassagem sobre Daniel Serra na saída do pit stop, mas faltando nove voltas para o encerramento uma pane na suspensão traseira esquerda tirou o piloto da Hero Motorsport da prova. “Foi uma pena por que eu estava economizando pneus e pushes e tínhamos ritmo para brigar pelo pódio”, disse Di Grassi. “Fomos muito bem nos treinos e sabíamos que seríamos fortes na corrida. A questão agora é colocar foco para tentar uma nova vitória em Campo Grande”, comentou Lucas, referindo-se à sétima etapa do campeonato, a ser disputada no próximo dia 19 de agosto.

O jovem Bruno Baptista foi dos mais combativos na pista, apesar de a aerodinâmica de seu carro ter sido seriamente afetada logo nos primeiros metros de prova. “Foi uma corrida bem confusa. Larguei entre os dez melhores, o que me daria chance de brigar por um bom resultado, mas logo na largada levei um toque na traseira que destruiu o extrator, e isso afetou muito o equilíbrio do carro, pois neste traçado a aerodinâmica faz toda a diferença”, resumiu o piloto da Hero Motorsport. “O carro perdeu muito rendimento e então tentei chegar ao fim e fazer o melhor resultado possível. Nossa parada de box foi muito boa e eu tinha um ritmo razoável. Mas então o Thiago Camilo rodou bem na minha frente. Eu provavelmente conseguiria desviar, mas alguém – talvez o Cacá Bueno – acabou rodando e me acertando na traseira. Com isso, eu saí rodando e a aerodinâmica traseira acabou de vez”, comentou o mais jovem piloto do grid da Stock Car.

Confira o resultado da prova, válida pela sexta etapa da temporada:

1) Rubens Barrichello, 39 voltas em 41min24s444, média de 152,2 km/h

2) Max Wilson, a 0s684

3) Félix da Costa, a 1s250

4) Felipe Fraga, a 4s791

5) Marcos Gomes, a 7s333

6) Ricardo Zonta, a 9s654

7) Allam Khodair, a 10s703

8) Daniel Serra, a 15s700

9) Guga Lima, a 17s707

10) Bia Figueiredo, a 17s911