voltar
Off-Road / Rally dos Sertões

Sertões 2017: Com nova vitória, Wellington Costa e Rafael Arena conquistam a 3ª posição no pódio

26 Ago 2017
320153_726137_353_rs17_victoreleuterio_040112 (1)

Wellington Costa e Rafael Arena (#353) com a Mitsubishi L200 Triton ER enfrentaram todos os tipos de obstáculos que uma prova de puro cross country pode proporcionar. A dupla da Top Rally Team, completou 420,78 quilômetros do percurso da sétima e última etapa e os 240,45 quilômetros da especial do dia em 3h22m03s22, o melhor tempo da categoria Super Prodution. No acumulado da competição, a dupla conquistou a terceira posição no pódio, com 29h38m42s38. O segundo maior rali do mundo largou de Goiânia e pela primeira vez em sua história teve chegada em Bonito (MS).

“O Sertões é um sonho realizado, desde criança tinha esse desejo e quando tive a chance vim encarar o desafio. Estou muito feliz, minha alegria está contagiante, pois das seis etapas ganhamos quatro etapas, andamos com desempenho excelente e, isso, é o que importa. Estamos desgastados, mas satisfeitíssimos com o resultado”, comemora emocionado o piloto com 44 anos de Maricá (RJ). “Agradeço a Deus e a minha família pela ausência e apoio, e a equipe que foi maravilhosa, fez um trabalho sensacional”, complementa.

“Foi um rali difícil para nós, era a estreia do Wellington, e não tínhamos noção do que seria até o final. Ele somente tinha competido o Mitsubishi Cup e algumas provas do Brasileiro de Cross Country. No começo tivemos problemas, mas conseguimos fazer uma bela recuperação e mantivemos o ritmo acertado  depois da primeira vitória. Agora o troféu em mãos é só celebrar!”, conclui o navegador Rafael Arena (24 anos), de Botucatu (SP).

A etapa deste sábado passou às margens da reserva indígena Kadiwéu e do Parque Nacional da Serra da Bodoquena e contou com visual inesquecível, que exigiu muito das máquinas e dos pilotos. Começou bem rápida e seguiu por fazendas com trechos bem sinuosos. Depois, por trechos de trial com muitas pedras. Nos últimos quilômetros, a prova voltou a ficar rápida até a chegada.

A 25ª edição do Rally dos Sertões entra para a história como sendo uma das que mais exigiu conhecimento técnico de seus competidores e resistência dos veículos. Os 3.300 quilômetros de percurso, entre a partida em Goiânia (GO), no dia 19 de agosto, e a chegada, hoje, em Bonito (MS), começaram dando o tom já com uma primeira prova intensa, de cerca de 310 quilômetros, seguido por duas provas da Maratona, e com a longa quinta etapa, de pouco mais de 438 quilômetros. O ineditismo do roteiro, que pela primeira vez passa pelo Mato Grosso do Sul, em terras do Pantanal, também foi um outro fator que equiparou o grau de dificuldade dos pilotos, já que alguns nunca haviam passado por estas regiões competindo. Foram sete dias desgastantes, porém de pura aventura, tanto para os competidores, quanto para as máquinas e para as equipes de apoio, que seguiram todo o percurso em caravana.

Já em Bonito, a festa do 25º Rally dos Sertões seguiu em comemoração, com a chegada dos pilotos durante a tarde. A cerimônia de premiação também foi no mesmo local, na Praça da Liberdade, na Rua Coronel Pilad Rebuá, às 21 horas.

Wellington Costa e Rafael Arena são patrocinados por W Costa Construtora e Lar Shopping Materiais de Construção.

 

Resultados da 7ª etapa – Super Production

1° – #353 Wellington Costa / Rafael Arena – 3h22m03s22
2º – #320 Cristiano Rocha / Anderson Brandao – 3h25m11s39
3° – #360 Mario Neto / Artêmio Neto – 3h26m29s17

4º – #355 Antonio Teixeira / Maite Teixeira – 3h30m38s01
5° – #318 Daltro Maronezi / Luciani Maronezi – 3h36m03s41

Classificação após sete etapas – Super Production
1° – #358 Fernando Oliveira / Alexandre Carvalho – 29h05m31s39
2° – #360 Mario Neto / Artêmio Neto – 29h11m40s69
3° – #353 Wellington Costa / Rafael Arena – 29h38m42s38
4° – #318 Daltro Maronezi / Luciani Maronezi – 30h07m42s14
5º – #320 Cristiano Rocha / Anderson Brandao – 31h19m19s76

bannernewsracer

Parceiros

  • prime
  • astrus