voltar
bannernewsracer
Off-Road

Rally RN1500: Território Motorsport cumpre o desafio do 1º dia na Paraíba


11 Set 2020 382930_946226_138_claudineysandro_rn20_9498_web_ newsBANNER1

As duplas da Território Motorsport superaram as adversidades do percurso e também alguns perrengues neste primeiro dia (10) do Rally RN1500, que aconteceu em terras paraibanas. A Especial 1 de 140 quilômetros foi “pedreira”, não deu moleza aos competidores e testou a resistência dos UTVs, técnicas de pilotagem e estratégia, entre Campina Grande e Riachão do Bacamarte. Bruno Conti/Filipe Bianchini #138, fizeram o melhor tempo da UTE (2h47m08s); Edu Piano/Fausto Dallape #105 terminaram em 5o na Over Pro (2h49m23s); os goianos Lélio Júnior/Weberth Moreira #114 em 4o na Super Production (UT3) em 2h53m05s e Rodrigo Luppi/Maykel Justo #106 superaram problemas mecânicos e completaram em 7o Pro Elite (UT1), em 2h54m22s. São 42 UTVs no grid, além de 35 motos e 12 carros.

O jovem de Vinhedo/SP, de 16 anos, largou atrás e conquistou várias posições em sua estreia no RN1500. “Foi uma prova difícil, com muita pedra e navegação. Poderíamos ter ido melhor mas perdemos cerca de 5 minutos em uma porteira que estava fechada. Mas no geral foi bom e o UTV terminou inteiro”, diz Bruno Conti. Já o navegador brasiliense, que já conquistou três vitórias na prova, se surpreendeu com a Especial. “Em nove anos de RN nunca vi uma Especial tão travada, coisa de gente grande. Foi bacana ver o Bruno mantendo o foco. Seguimos a estratégia de acelerar onde era possível para poupar o equipamento e não tivemos nenhum imprevisto. Amanhã a prova deve ser mais solta”, explica Filipe Bianchini.

“Estávamos bem na prova, mas era um terreno muito estreito, com pedras, buracos, a maioria do percurso era travadão, tanto que o pneu furou e perdemos uns 4minutos para troca, mas antes tivemos de andar 20 quilômetros com ele murcho. Depois pegamos também a porteira fechada e e aí foram mais uns minutos se não, nosso tempo teria sido melhor”, explica Fausto Dallape, navegador do piloto de Tatuí/SP Edu Piano.

Quem também teve um pneu furtado foi a dupla goiana, que usou da estratégia para completar a Especial sem correr riscos. “De tanta pedra, furamos o pneu no início. Foi uma prova muito dura, apesar de curta, mas no geral, mesmo com o grau de dificuldade foi prazerosa”, explica o piloto Lélio Júnior. “Para navegação foi cansativo porque as referências eram muito próximas, não tive um um minuto de folga, mas chegamos bem e é isso que importa”, completa Weberth Moreira.

Campeões do RN1500 2019, na categoria UTV Pro, Rodrigo Luppi/Maykel Justo abriram o rali com um típico dia de superação, após driblar vários perrengues. “A gente estava liderando na categoria, pelas parciais, mas foi uma sequência de incidentes: quebrou a homocinética, furou o pneu, depois furou o radiador e para fechar quebrou o freio e viemos nos arrastando. Diante de tudo isto, fiquei até feliz porque fizemos um bom tempo até e amanhã é outro dia e vamos para cima”, relata o piloto paulista. Luppi é pai de Bruno e tem o privilégio de dividir o mesmo grid como filho.

Nesta 22ª edição, o RN1500 tem 90% do roteiro  inédito com aproximadamente 986 quilômetros, dos quais 764 de trechos cronometrados (Especiais). Neste segundo dia de disputas, 11, os competidores deixam a Paraíba e seguem para Parrelhas, no Rio Grande do Norte. A organização segue todos os protocolos e medidas para evitar a propagação do Coronavírus, de acordo com as Confederações Brasileiras de Motociclismo (CBM) e Automobilismo (CBA), assim como dos governos estaduais e municipais e determinações da Organização Mundial da Saúde.

Resultados completos dos UTVs e por categoria: http://chronosat.com/res/race_ss.php?mod=3&ss=1.  Os vencedores nos UTVs, nesta primeira etapa, foi a dupla Denísio Nascimento/Idali Bosse.

382930_946227_105_01_donicastilho_rn20_0088__1__web_

Sobre a equipe – Com 21 anos, a Território Motorsport (Tatuí/SP) é uma das equipes mais tradicionais no Rally Cross Country brasileiro. Chefiada pelo piloto Edu Piano (oito vezes campeão do Rally dos Sertões: um na geral dos carros, seis nos caminhões e um nos UTVs), durante 12 temporadas (2002 a 2014) a equipe representou a Ford Racing Trucks/ Território Motorsport e conquistou oito títulos no Caminhões no Sertões. Entre 2011 e 2014, a equipe foi a oficial da Troller na competição. Com a Troller Racing/Território Motorsport, o time sagrou-se bicampeão da prova na Production T2. Movido a desafios, a partir de 2016, Piano passou a desenvolver UTVs (Can-Am Maverick X3) para competição e, desde então, a equipe disputa os Campeonatos Brasileiros de Rally Baja e Rally Cross Country, além do Sertões. Em 2018, Edu Piano/Solon Mendes foram Campeões do Sertões nos UTVs (Over 45), o que lhes garantiu o primeiro título na categoria e o sétimo da dupla recordista da competição. No Sertões 2019 o resultado da equipe foi: Piano/Mendes (vice-campeões na UTV Over Pró), Lélio Junior/Weberth Moreira (vice-campeões UTV Super Production) e Rodrigo Luppi/Flavio Bisi (4º na UTV Over Pró). Piano, ao lado de Fausto Dallape, foi Campeão da Mitsubishi Cup 2019, na L200 Triton Sport R e conquistou seu tetracampeonato. Rodrigo Luppi encerrou 2019 como vice-campeão do Campeonato Sertões Series, na UTV Pró, enquanto Lélio Júnior e Moreira foram Campeões do Sertões Series e Vice-Campeões Brasileiros de Rally Cross Country (UTV  Super Production).

A Território Motorsport em apoio da SFI CHIPS. Para conhecer mais sobre a equipe: www.territoriomotorsport.com.br, Facebook: @territoriomotorsport4x4, Instagram: @territoriomotorsport e Twitter @territorio4x4

Programação 22º Rally RN 1500

11/09 – 2ª Etapa
Campina Grande (PB) x Parelhas (RN)
Total do dia: 263 km, sendo 206,4 km Especial (trecho cronometrado) 

12/09 – 3ª Etapa
Jucurutu x Triunfo x Mossoró (RN)
Total do dia: 288 km, sendo 199 km Especial (trecho cronometrado) 

13/09 – 4ª Etapa
Mossoró x Assú x Porto do Mangue x Areia Branca x Mossoró (RN)
Total do dia: 245 km, sendo 219 km Especial (trecho cronometrado)