voltar
bannernewsracer
Off-Road

Rally RN1500: Bianchini Rally/Power Husky completa o 1º dia de pedras e trechos travados


11 Set 2020 382928_946217_pressi_sanderson_pereira_web_ newsBANNER1

Cento e quarenta quilômetros de Especial (trecho cronometrado) que não deram moleza aos competidores, com muitas pedras, trechos travados, subidas e descidas, curvas fechadas no trecho que ligou Campina Grande a Riachão do Bacamarte, na Paraíba. Esse foi o cenário do primeiro dia do 22º Rally RN1500, terceira prova do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country que acontece até domingo, 13, no Nordeste do país. E os cinco pilotos da Bianchini Rally/Power Husky completaram, nesta quinta-feira, o primeiro desafio.

Com a Husqvarna FE501, três pilotos ficaram entre os 23 da geral de um total de 35 motos do grid. Cristhiano Pressi #31 fechou em 5o na Production (MT2) e 16º na geral, em 2h59m26s; Lincoln Berrocal #15 em 4o na Over 45 (MOV) e 20º na geral, em 3h02m15s e, na sequência, Marcos Colvero #16 em 5o na Over 45 e 23º na geral (3h05m01). Luiz Fernando Nutti #25 (KTM 500EXC) completou em 8o na Over 45 (5h39m05s) e Jennifer Colvero #24 (KTM 350EXC) em 5o na Marathon (MT3) com 5h42m02s.

Com trajetórias diferentes no off-road, mas em comum a paixão por motocicletas, três competidores do time relatam como foi o primeiro dia do RN1500, prova na qual encaram pela primeira vez. Dois deles com foco também para treinar para o Rally dos Sertões, que acontece em outubro. E a única mulher da equipe disputa, sobretudo pelo desafio que a competição proporciona e pelo aprendizado.

“Hoje o negócio não estava muito fácil para nós. Muita serra, trechos travados, pedras, erosões e estava bem sinuosa a Especial. Tive alguns imprevistos mas terminei e no final deu tudo certo. Agora amanhã é recuperar algumas posições”, diz Pressi, piloto de Sorriso (MT), que faz sua primeira temporada no Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country e também de olho no Sertões.

Já o paranaense de Curitiba gostou da Especial e encarou alguns desafios. “Achei o dia legal, uma Especial muito técnica, travada, exigente mas me diverti. A moto é muito boa, com motor e suspensão fantásticos”, afirma Berrocal, que que elogiou também o desempenho da FE501 da Husqvarna. Vale ressaltar que o piloto fez as duas últimas edições do Rally Dakar e se prepara para mais um Sertões.

Acostumada com o Motorcross, a piloto gaúcha dê cara teve de enfrentar uma etapa que exigiu também muito do físico. “Foi um dia duro, de muita navegação, com trecho de trial intenso, não domino ainda muito essa área e sofri um pouco, mas amanhã é outro dia”, explica Jennifer, que conta como apoio incondicional do marido Marcos Colvero, seu incentivador para competir no Cross Country e também com dicas e ajuda dos demais pilotos. O casal de Porto Alegre divide a paixão por duas rodas e off-road.

Até domingo, 13, os competidores vão percorrer um roteiro 986 quilômetros, dos quais 764 de Especiais (trechos cronometrados), entre os estados da Paraíba e Rio Grande do Norte. Nesta sexta-feira (11), o rali larga de Campina Grande rumo a Parrelhas (RN), com um total de 263 quilômetros, sendo 206,4 de Especial. O 22ª edição conta ainda com 41 UTVs e 12 carros no grid e, devido à pandemia, segue os protocolos e medidas de acordo com as Confederações Brasileiras de Motociclismo (CBM) e Automobilismo (CBA), assim como dos governos estaduais e municipais, conforme as determinações da Organização Mundial da Saúde e das autoridades sanitárias brasileiras.

A prova foi vencida hoje por Tunico Maciel (Honda) e resultados completos da categoria motos http://chronosat.com/res/race_ss.php?mod=2&ss=1

A equipe – Nasceu em 2005 quando Fabrício Bianchini decidiu montar a sua própria equipe com sede em Barueri/SP. Dois anos depois, com patrocínio do Grupo Infinity Bio Energy, juntamente com o piloto Marcos Finato, desenvolveram as primeiras motos de rali a álcool no Brasil. Pioneira com o projeto tornou-se a primeira equipe Carbon Free do Sertões. Entre 2007 e 2010 se chamou Infinity Rally Team, mas a partir de 2012, passou a adotar o nome Bianchini Rally. Nas edições de 2007 e 2008 foi premiada como Melhor Equipe do Rally dos Sertões. Pela tradição e profissionalismo conquistados, o time trabalha com pilotos campeões do segmento duas rodas no Sertões, Campeonatos Brasileiros de Rally Cross Country e de Rally Baja.  Entre 2013 e 2016, a equipe disputou a Mitsubishi Cup. Desde 2018 o UTV entrou na equipe com a dupla Bianchini/Adhemar Pereira “‘Índio” e no Sertões 2019 com Javier Fernandez/Marcos Colvero.  Desde 2019 a equipe fechou parceria com Powerhusky/Husqvarna Motorcycles Brasil e o time vem conquistando pódios nos Campeonatos Brasileiro de Rally Baja e no Brasileiro de Rally Cross Country.

A Bianchini Rally/Power Husky, com sede em Barueri, conta com a parceria da Power Husky/Husqvarna Brasil, patrocínio da ROCK, Shiro e Borilli e apoio da Óculos 100%, O Mundo de Maria, Bull Sertões, Vedacit e Rede Petrolam.  Mais informações sobre a equipe: www.bianchinirally.com.br, Facebook @equipebianchinirally e Instagram @bianchinirally

Programação 22º Rally RN 1500

11/09 – 2ª Etapa
Campina Grande (PB) x Parelhas (RN)
Total do dia: 263 km, sendo 206,4 km Especial (trecho cronometrado) 

12/09 – 3ª Etapa
Jucurutu x Triunfo x Mossoró (RN)
Total do dia: 288 km, sendo 199 km Especial (trecho cronometrado) 

13/09 – 4ª Etapa
Mossoró x Assú x Porto do Mangue x Areia Branca x Mossoró (RN)
Total do dia: 245 km, sendo 219 km Especial (trecho cronometrado)