voltar
Indy

Piquet Jr é atingido pela segunda vez em dois dias e abandona em Toronto

15 Jun 2015
255434_510374_np15_toronto5nelsinho

Brasiliense era terceiro colocado e tinha o carro mais rápido da pista em sua estreia na Indy Lights

Em sua primeira participação numa categoria de monoposto na América do Norte, Nelsinho Piquet foi protagonista da jornada da Indy Lights em Toronto, mas não conseguiu traduzir em resultados a performance mais consistente do fim de semana. Assim como no sábado quando partiu da pole-position, na corrida deste domingo, o carro #14 da equipe Carlin foi abalroado na traseira por um adversário que atravessou a freada da curva 3 e forçado a abandonar.

A segunda bateria do fim de semana foi disputada em pista molhada, com todos os carros largando com pneus para chuva. Piquet alinhou em quarto lugar no grid e logo saltou para terceiro após rodada do carro #11. A bandeira amarela foi acionada, então os carros relargaram em fila indiana.

Cauteloso para não aquaplanar nas transições entre asfalto e concreto nas curvas do circuito de rua canadense, Piquet era quinto colocado quando a segunda bandeira amarela foi acionada na volta 4.

De novo, outro competidor rodou à frente de Nelsinho na última curva antes da relargada, no sétimo giro. Piquet então saltou de quarto para terceiro na relargada seguinte.

Na 13ª volta, o carro #14 da equipe Carlin era o mais rápido da pista e buscou o vice-líder, Jack Harvey. Enquanto negociava a ultrapassagem pelo segundo lugar, o líder da Fórmula E foi alcançado pelo carro #18.

Então, na volta 18, o jovem Kyle Kaiser errou completamente a freada da curva 3 e atropelou a traseira do carro de Piquet, novamente forçado a abandonar.

“Ao competir na Indy Lights eu sabia que teria de tomar cuidado, pois é uma categoria de entrada e os pilotos querem mostrar serviço para os grandes times da Indycar. Não vou culpar ninguém. Mais jovem eu era agressivo igual. Mas é preciso entender que a corrida é longa. Vi gente rodando na minha frente no começo da corrida… Acho importante ter paciência”, comentou Nelsinho.

“Estava entendendo os pneus e esperando o melhor momento. Quando fui atingido, era mais rápido que o líder e estava esperando a melhor oportunidade de atacar. Mas fico contente por ter participado da Indy Lights e agradeço à equipe Carlin pela oportunidade. Fazia muito tempo que não pilotava um monoposto na chuva e isso pode me ajudar na final da Fórmula E em Londres”, avaliou o piloto, que assumiu o carro normalmente pilotado pelo britânico Max Chilton na categoria de acesso à Indycar.

O próximo compromisso do piloto brasilense é dentro de uma semana em Daytona. Piquet Jr disputa a segunda etapa do Red Bull Global Rallycross Championship em Daytona. Ele é terceiro colocado no campeonato, com o Ford Fiesta ST #07.

bannernewsracer

Parceiros

  • prime
  • astrus