voltar
bannernewsracer
Rally

Monte Carlo inaugura nova configuração do Mundial de Rali WRC


21 Jan 2020 AP-22V7JZ2451W11_news (Copy) newsBANNER1

O Campeonato Mundial de Rali – WRC, vai ter uma nova configuração nesta temporada. A partir de agora, serão três categorias em disputa.

A WRC, a principal, fica com os carros principais, e também os mais potentes. A WRC2 passa a ser para equipes de fábricas com as configurações R5, um carro de motor de 1,6 litros e turbo, que entrega cerca de 300 HPs de potência, em tração nas quatro rodas.

Já os demais carros R5 das equipes independentes, passam a competir na WRC3. Com isso, a competição passa a ter duas categorias específicas para montadoras.

E a primeira etapa para os novos ajustes acontece entre os dias 23 e 26 de janeiro, em Monte Carlo, um dos mais tradicionais ralis do mundo.

AP-22V7JGS952111_news (Copy)

As estradas de asfalto relativamente simples nos Alpes franceses são complicadas pelo clima de inverno, que enfatiza as escolhas de pneus, já que os trechos podem ter neve.

Serão 16 especiais em mais de 300 KMs de trechos cronometrados e mais de 1,5 mil KMs entre deslocamentos e provas especiais.

Os carros usam suspensão específica para asfalto para esta etapa. A cerimônia de início na tarde de quinta-feira (23), ocorrerá na deslumbrante área do porto de Mônaco, pois a Casino Square não está disponível para o rali devido a obras de reforma.

A etapa de abertura da temporada 2020 não é disputada desde 1994. Os 17,47 km de Malijai – Puimichel começam nos limites de Digne-les-Bains e serão transmitidos ao vivo pela televisão. Sexta-feira apresenta o novo teste de Saint-Clément – Freissinières, com 20,68 km. Está localizado numa encosta nordeste com vista para Durance e deve proporcionar uma boa queda de neve.

O palco La Bréole – Selonnet de sábado muda para a luz do dia depois de abrir o evento de 2019 no escuro.

O Rallye Monte-Carlo é a “jóia da coroa” do WRCa e a mais antiga do calendário. Primeira corrida aconteceu em 1911, foi projetada para promover Monte-Carlo como destino turístico, com concorrentes começando de diferentes cidades europeias antes de se reunir em Mônaco.

O rali de 1966 ficou famoso por seu resultado controverso quando os Mini Coopers, conquistaram os três primeiros lugares antes de serem desqualificados por supostas violações dos regulamentos dos faróis.

A vitória de Sébastien Ogier em 2019 foi a mais próxima da história do rali. O francês venceu seu sexto Monte consecutivo por 2,2 segundos após uma emocionante etapa de encerramento.

palmeirinha (2)

Brasileiros na disputa

Paulo Nobre e Gabriel Morales serão os únicos brasileiros na disputa da prova. Eles vão competir na categoria WRC3, a bordo do Skoda Fabia.