voltar
bannernewsracer
Off-Road

MAi??xico: Varela e Gugelmin terminam rally em terceiro


27 Set 2017 varela mexico (2) newsBANNER1

A dupla brasileira Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin (Divino FogA?o/Blindarte/Tecmin) conseguiu outro resultado extraordinA?rio no World Challenge Desert. No Tijuana Score Desert Challenge, disputado no A?ltimo final de semana (23 e 24/9) na Baixa CalifA?rnia, no MAi??xico, eles subiram no pA?dio na terceira colocaAi??A?o, e agora assumiram o terceiro posto do Desafio Mundial do Deserto, em condiAi??Ai??es de brigar pelo tAi??tulo inAi??dito.

ai???Definitivamente estamos indo para a A?ltima etapa em condiAi??Ai??es de brigar pelo tAi??tulo e para isto jA? estamos nos preparando. Ai?? um pouco distante, mas talvez dA? para brigar pelo primeiro lugar do campeonato se terminarmos a prova, que serA? muito dura, com 1.600 km de distA?ncia. Mas nossas chances de encerrarmos em segundo ou terceiro sA?o concretasai???, assume o piloto Reinaldo Varela, bicampeA?o mundial de Rally Cross-Country.

A terceira e penA?ltima etapa do World Challenge Desert teve um total de 140,4 milhas, divididas em seis voltas de 23,4 milhas nos dois dias, e disputada por 130 veAi??culos de 14 paAi??ses (Alemanha, A?ustria, Brasil, CanadA?, Dinamarca, Espanha, Estados Unidos,FranAi??a, Guatemala, Inglaterra, ItA?lia, MAi??xico, Nova ZelA?ndia, SuAi??Ai??a).

No primeiro dia os brasileiros terminaram na quinta posiAi??A?o, enquanto se aclimatavam com o terreno e as peculiaridades da prova. A vitA?ria foi dos norte-americanos Broc Dickerson/Jeff Dickerson, seguidos de seus compatriotas Rafael Navarro/Rafael Navarro IV, Justin Davis e Cody Reid/Adam Pfankuch.

varela mexico (1)

ai???Para nA?s Ai?? bastante difAi??cil correr na AmAi??rica do Norte. NA?o estamos habituados a esse tipo de terreno e ficamos um pouco lentos na primeira volta por causa das rochas. Depois disso fomos muito melhores para subirmos para quintoai???, contou o navegador catarinense Gustavo Gugelmin.

Com mais experiA?ncia, no segundo dia Varela/Gugelmin subiram para terceiro atAi?? o final da prova, e deixaram de conquistar a segunda colocaAi??A?o por meros 45 segundos. A vitA?ria ficou com os lAi??deres do campeonato Dickerson/Dickerson, seguidos de Navarro/Navarro III.

ai???Foi uma corrida muito difAi??cil, terreno difAi??cil. NA?s nA?o estamos acostumados a competir com este tipo de terreno. Mas, tudo bem. Terminamos os dois dias e por isso somamos bons pontos para o campeonato. NA?o tivemos problemas mecA?nicos ou furos de pneus. Foi uma corrida limpa para nA?s. Partimos aqui no terceiro lugar na classificaAi??A?o de pontos, de modo que o Baja 1000 serA? uma corrida muito importante para nA?sai???, disse Varela.

ai???Eu acho que foi um resultado muito bom para o Brasil. Estamos muito felizes. SA?o 70 pontos sA? por terminar o Baja 1000, mais os pontos que conquistarmos por posiAi??A?o na A?ltima etapa. Vamos pra cima porque o campeonato estA? aberto!ai???, emenda Gugelmin.

A quarta e A?ltima etapa do World Challenge Desert serA? o Baja 1000 MAi??xico, de 16 a 18 de novembro, de Ensenada a La Paz (MAi??xico).

Os primeiros no resultado final do Tijuana Score Desert Challenge foram: 1) Broc Dickerson/Jeff Dickerson (EUA), 3h25min42s095; 2) Rafael Navarro/Rafael Navarro III (EUA), 3h36min07s770; 3) Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin (Brasil), 3h36h52s915; 4) Cody Reid/Adam Pfankuch (EUA), 3h47min59s040; 5) Chip Prescott (EUA), 2h59min31s839.

A classificaAi??A?o do World Challenge Desert, faltando apenas uma etapa, com as duplas que brigarA?o pelo tAi??tulo estA? assim: 1) Broc Dickerson/Jeff Dickerson (EUA), 240 pontos; 2 Cody Reid/Adam Pfankuch (EUA), 211; 3) Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin (Brasil), 202; 4) Rafael Navarro/Rafael Navarro III (EUA), 168 pontos.