voltar
Carros

Mercado internacional apresenta novidades de olho no mercado brasileiro

07 Nov 2014
15725781505_eeec08ae02_b

O dia 29 foi o dia que os importadores de veículos anteciparam seus produtos, novidades e negócios para a imprensa no Salão Internacional do Automóvel de SP. Entre vários anúncios, uma das principais tônicas das montadoras estrangeiras que vieram ao Salão Internacional do Automóvel de São Paulo é a vontade de instalar fábricas por aqui. Algumas já vieram para ficar, como a BMW, que está levantando fábrica em Santa Catarina, em um investimento de R$ 600 milhões. A chinesa Chery investe em duas fábricas um montante de R$ 1 bilhão, e a Land Rover escolheu o Brasil para montar a primeira fábrica fora da Inglaterra. A partir de 2016, o Discovery Sport será produzido em terras brasileiras.

A partir de hoje, 30, a feira abre para visitantes às 14h. Antes disso, o Pavilhão do Anhembi recebe o Governador Geraldo Alckmin e o Prefeito de São Paulo Fernando Haddad, para a solenidade de abertura.

DISCOVERY SPORT, DA LAND ROVER, VAI SER PRODUZIDO NO BRASIL A PARTIR DE 2016

Fábrica em Itatiaia, no Rio de Janeiro, será a primeira do grupo fora do Reino Unido.

A grande atração do grupo Jaguar Land Rover foi o SUV compacto Discovery Sport. O veículo chegará ao Brasil em 2015, importado do Reino Unido, mas, a partir de 2016, será produzido no Brasil, na primeira fábrica da montadora na América.  A instalação surgirá em Itatiaia (RJ). Phil Popham, diretor global para Jaguar e Land Rover, disse que a empresa está confiante no sucesso do produto no Brasil. “Certamente atenderá aos desejos do consumidor brasileiro com um estilo de vida de aventura. Chegará a um novo grupo que não imaginava ter um Land Rover antes”. O carro chegará ao Brasil no ano que vem com preços a partir de R$ 179 mil.

A Jaguar Land Rover também apresentou ao mercado o Jaguar XE. A venda de Jaguar cresceu 500% no Brasil desde 2012, segundo Terry Hill, presidente do grupo para América Latina e Caribe.  “O mercado brasileiro é muito competitivo no segmento de esportivos. Queremos ser a escolha do consumidor”.

BMW TEM NOVA LINHA QUE CHEGA AO BRASIL ATÉ MARÇO DE 2015

A BMW veio ao Salão Internacional do Automóvel reforçando a mensagem de que tem investido em peso no Brasil. Exemplo disso é a fábrica na cidade de Araquari (SC), que deverá criar 1300 empregos, e tem recebido investimentos de R$ 600 milhões. A unidade, que conclui construção em setembro de 2015, terá capacidade para produzir 32 mil veículos/ano. Há cinco anos no Brasil, a BMW cresceu 180% desde 2009.

Durante a fala do CEO da empresa no país, Arturo Piñeiro, receberam destaques os híbridos i3 e i8, ambos lançados em setembro. A empresa trouxe 17 automóveis como o X5, que chega até março de 2015 no país e o M4 Coupé, que chega ao mercado até o final de 2014, com preço na casa dos R$ 500 mil. Mais especificamente em novembro deste ano, a montadora traz o BMW M Sport (de R$ 264.950 a R$ 314.950) e no primeiro semestre de 2015 o Activa Tourer, de motor 2 litros e 231 cv, cujo preço a empresa não informou.

A MINI, marca pertencente à montadora alemã, mostrou o Mini Hatch 5 Portas, previsto para chegar ao Brasil no primeiro trimestre de 2015. Há cinco anos no Brasil, contabiliza mais de mil unidades vendidas e 27 pontos de venda. Piñeiro frisou que, há quatro anos, eram apenas três pontos de venda MINI. O MINI Countryman, que também será produzido no Brasil, está exposto no estande.

JAC MOTORS CHEGA AO SALÃO DO AUTOMÓVEL QUERENDO GANHAR ESPAÇO NO SEGMENTO SUV DO BRASIL

O visitante que passar pelo estande da JAC Motors no Salão do Automóvel vai encontrar opções de SUV que chegam ao mercado brasileiro em novembro, por preços competitivos para o segmento. O T6 tem motor 2.0 16v de até 160 cv e o preço sugerido é de R$ 69.990.  O T5 também está presente no salão: mais compacto, esse utilitário esportivo é o primeiro JAC no Brasil com câmbio automático e a marca prevê chegada em meados de 2015. Os testes de durabilidade iniciam-se logo após o Salão.

Diminuir a emissão de poluentes também é uma bandeira da marca. A JAC Motors calcula que 95% de suas vendas sejam de modelos a bicombustível, com o motor de sistema JetFlex. A montadora chinesa trouxe dois modelos novos com essa tecnologia ao Salão do Automóvel: J2 (motor 1.4 16V VVT de 113 cv) e o J6 (novo motor 2.0 16V VVT de 160 cv).

CHERY DESTACA INVESTIMENTOS NO BRASIL

Os grandes destaques da montadora são as novas versões dos modelos Celer e QQ, que passarão a ser nacionais em 2015

A chinesa Chery fez sua apresentação no Salão do Automóvel desse ano destacando os investimentos que tem feito no país – no início do ano, inaugurou sua fábrica no Vale do Paraíba, na região de Jacareí (SP). O complexo industrial da Chery recebeu investimentos de mais de R$ 1 bilhão em duas fábricas, uma de automóveis e outra de motores, além de pista de testes e de um centro de P&D que deve começar suas operações em três anos. Os grandes destaques do estande da montadora são as novas versões dos modelos Celer e QQ, que passarão a ser nacionais em 2015. “O Brasil tem consumidores exigentes e apaixonados por carro. Também somos assim. Por isso chegamos e ficamos aqui”, disse Roger Peng, presidente da Chery no Brasil.

GEELY ESTREIA NO SALÃO DO AUTOMÓVEL AFIRMANDO QUE TERÁ FÁBRICA NO BRASIL

Montadora trará novos modelos ao país em 2015, incluindo o SUV EX 7
Estreante no Salão Internacional do Automóvel de São Paulo, a Geely está otimista em relação aos negócios com o Brasil. Ivan Fonseca e Silva, diretor da Geely Motors no Brasil afirmou que o grupo chinês terá uma fábrica no país. “Não temos dúvida de que, para garantir uma participação no mercado brasileiro à altura do que a marca representa, vamos ter fábrica aqui. Só estamos estudando onde e quais produtos”.

Atualmente, a montadora tem dois modelos em comercialização no Brasil, o EC7 GS e o GC2 GL. Em 2015, chegam ao mercado brasileiro o EC7 RV (hatch) e o sedã EC7 com transmissão automática CVT. Está programada para o segundo semestre de 2015 a chegada do Geely EX7, SUV de médio porte que está sendo montado na linha de produção da Geely em Montevidéu, Uruguai, devido aos incentivos do acordo bilateral. “Esse modelo vai revolucionar a participação da Geely”, aposta Fonseca e Silva.

A montadora trouxe também o carro conceito FE-7, um crossover que adota um sistema elétrico baseado em tecnologia exclusiva da Geely Auto. Em 2010, a Geely, primeira montadora chinesa do setor privado, adquiriu a Volvo e entrou em um acordo de cooperação técnica com a empresa sueca.

LIFAN APRESENTA X50 NO SALÃO DO AUTOMÓVEL

O veículo está sendo produzido no Uruguai e deve chegar ao país no segundo semestre de 2015

A grande novidade da montadora chinesa Lifan no Salão do Automóvel é o X50, mini SUV urbano. O veículo está sendo produzido na fábrica da empresa no Uruguai e deve chegar ao país no segundo semestre de 2015, ampliando o portfólio da marca, que já conta com o X 60, o Linfan 530, sedan compacto lançado há uma semana, e o minitruck Foison.

Uma versão do Foison que está na moda, o foodtruck é destaque do espaço Lifan no Salão do Automóvel, com o chef “Massinha” Vanucci. Ele apresenta o Foison Food Truck e lança a sua franquia “Rolando Comida na Rua”, que pretende expandir a marca para mais 100 pontos em todo o Brasil e inclui a montagem do foodtruck sobre o Foison. Para o público, a Lifan Motors realizará durante todo o evento atividades de interação com os carros exibidos nas quais os participantes ganharão um vale para comer uma das iguarias de Rolando Massinha.

bannernewsracer

Parceiros

  • prime
  • astrus