voltar
bannernewsracer
Fórmula 1

Hamilton amplia liderança da F1 com vitória em Mônaco


26 Mai 2019 f1 monaco (3) newsBANNER1
Lewis Hamilton venceu o Grande Prêmio do Mônaco de F1, apesar de estar com pneus errados ao longo de quase toda a corrida, sendo pressionado até á última volta por Max Verstappen, que não subiu ao pódio. Foi com ameaça de chuva que a corrida começou, com o inglês largando bem, ao passo que Valtteri Bottas foi ameaçado pelo holandês da Red Bull na primeira curva, mas conseguiu manter o segundo posto.
Na cauda do pelotão, Charles Leclerc, que arrancava de décimo quinto depois do erro de ontem da Ferrari e da penalização de Antonio Giovinazzi, passou pela escapatória de Ste. Dévote, mas sem qualquer contato e sem ganhar vantagem, não sofreu qualquer penalização.
f1 monaco (2)
Contudo, o jovem da Ferrari tinha prometido que iria arriscar e rapidamente começou a ganhar posições, tendo ultrapassado Lando Norris no Gancho da Estação e, algumas voltas mais tarde, Romain Grosjean, em La Rascasse. O monegasco continuou a procurar a recuperação e na nona volta tentou passar Nico Hulkenberg também na La Rascasse. Com tão pouco espaço disponível, o Ferrari tocou na barreira interior, rodando. Pior ainda, pouco depois, ficou evidente que tinha um furo de pneu, tendo de realizar uma volta completa em três rodas, espalhando detritos de carbono ao longo de toda a pista.
Com o asfalto cheio de resíduos do carro de Maranello, a entrada na pista do Safety-Car era inevitável, o que aconteceu na décima segunda volta, precipitando uma corrida às boxes, muito embora a ameaça de chuva ainda pairasse no ar.  A Mercedes, com dois carros nos dois primeiros lugares, teve de realizar duas paradas seguidas, tendo Valtteri Bottas ficado à mercê de Verstappen. O holandês saiu de seu pit-stop no momento que o finlandês estava passando, tendo os dois carros ficado lado a lado, com alguns toques pelo meio do caminho, até que o Red Bull passou para a frente na saída da via das boxes.
f1 monaco (1)
Porém, a Mercedes tinha já cometido o erro de colocar pneus médios nos seus pilotos, ao passo que os seus rivais – Verstappen e Vettel – optavam pelos duros, que lhes permitia terminar a corrida sem passar pelos boxes, caso a ameaça de chuva não se concretizasse.  No caso de Bottas, a equipa de Brackley ainda pôde corrigir, dado que na volta seguinte o finlandês teve de voltar às boxes com um furo de pneu provocado pelos toques com Verstappen, mas Hamilton, se quisesse vencer, teria de ficar na pista com pneus que não tinham sido concebidos para realizar tantas voltas – sessenta e sete.

O Campeão do Mundo rapidamente foi instruído para poupar pneus, enquanto o holandês, no seu encalço não estava pelos ajustes, sendo uma presença assídua nos espelhos do Mercedes. Vettel, com a segunda parada de Bottas, subia a terceiro, mas não podia se aproximar muito dos dois primeiros devido a problemas de sobreaquecimento.

Momentos mais tarde o inevitável aconteceu – Verstappen era penalizado com cinco segundos ao seu tempo, por ter sido enviado para o caminho de Bottas na via dos boxes. O holandês, com pneus mais eficazes que os de Hamilton, teria de ultrapassar o inglês e abrir uma vantagem de cinco segundos para poder vencer e, com o baixo ritmo imposto pelo piloto da Mercedes, corria o risco de nem sequer subir ao pódio, devido à proximidade de Bottas, que seguia no encalço de Vettel.
Sem que a chuva realmente aparecesse e apesar das lamúrias de Hamilton, que se queixou dos pneus por diversas vezes à equipe, e de fato tinha o pneu dianteiro/esquerdo em muito mau estado, Verstappen conseguiu aproximar-se do Mercedes apenas no Gancho da Estação, tendo por algumas vezes quase realizado a curva mais lenta da temporada lado a lado com o líder, mas sem nunca conseguir ser uma ameaça.
f1 monaco (4)

Na penúltima volta, sentido de que teria de lançar um ataque se quisesse, pelo menos, subir ao pódio, o piloto da Red Bull deixou a freada para muito tarde na aproximação à Chicane do Porto, mas demasiado longe, não conseguiu fazer mais que dar um toque no pneu traseiro/esquerdo do Mercedes de Hamilton, que seguiu pela escapatória sem danos, caminhando para sua quarta vitória da temporada.

Com a penalização de Verstappen, Vettel subiu ao segundo lugar, o seu melhor resultado da temporada, ao passo que Bottas assegurou o degrau mais baixo do pódio, à frente de Verstappen e Pierre Gasly, que assinou a volta mais rápida da corrida. Carlos Sainz, com uma boa estratégia, assegurou o sexto lugar e a vitória do segundo pelotão, superiorizando-se aos dois pilotos da Toro Rosso, com vantagem para Daniil Kvyat.

Daniel Ricciardo, que liderou o segundo pelotão até ao Safety-Car, terminou no nono posto, beneficiando da penalização de Romain Grosjean, por ter pisado o traçado contínuo na saída da via das boxes, para subir uma posição.

f1 monaco (5)
RESULTADO DO GP DE MÔNACO
POS PILOTO CARRO TEMPO/DIFERENÇA
1 Lewis Hamilton Mercedes
2 Sebastian Vettel Ferrari 2.602
3 Valtteri Bottas Mercedes 3.162
4 Max Verstappen Red Bull 5.537
5 Pierre Gasly Red Bull 9.946
6 Carlos Sainz Jr. McLaren 53.454
7 Daniil Kvyat Toro Rosso 54.574
8 Alex Albon Toro Rosso 55.200
9 Daniel Ricciardo Renault 1’00.894
10 Romain Grosjean Haas 1’01.034
11 Lando Norris McLaren 1’06.801
12 Kevin Magnussen Haas 1 volta
13 Sergio Perez Racing Point 1 volta
14 Nico Hulkenberg Renault 1 volta
15 George Russell Williams 1 volta
16 Lance Stroll Racing Point 1 volta
17 Kimi Raikkonen Alfa Romeo 1 volta
18 Robert Kubica Williams 1 volta
19 Antonio Giovinazzi Alfa Romeo 2 voltas
Charles Leclerc Ferrari