voltar
bannernewsracer
Fórmula

Fórmula E: Lucas a dois pontos da liderança

Brasileiro chega em segundo, crava seu 29º pódio e se posiciona para brigar pela ponta na próxima etapa


10 Mar 2019 Lucas di Grassi newsBANNER1

Lucas Di Grassi obteve um importante resultado na madrugada deste domingo (10), em Hong Kong, durante a disputa pela quinta etapa do Campeonato Mundial de Fórmula E. O segundo lugar registrado pelo brasileiro da equipe Audi Sport Abt Schaeffler o colocou a apenas dois pontos da liderança do torneio, posicionando-o para brigar pela ponta da tabela já na próxima corrida, a ser disputada no dia 23 de março, em Sanya, também na China.

Como previa o próprio Lucas, a corrida foi das mais problemáticas devido à pequena largura do traçado montado nas ruas de Hong Kong e a baixa aderência do piso por causa da chuva que caiu antes de largada. A combinação desses fatores dificultou muito as ultrapassagens e forçou os pilotos a elevar o risco das manobras, andando sempre perto tanto uns dos outros quanto dos muros e barreiras. Por causa disso a prova teve várias batidas, uma interrupção de 15 minutos (bandeira vermelha) e duas bandeiras amarelas para retirada de acidentados com safety car na pista.

Audi e-tron FE05 #11 (Audi Sport ABT Schaeffler), Lucas di Grassi

O acidente mais importante aconteceu na penúltima volta. O então segundo colocado Sam Bird (Inglaterra, equipe Virgin Envision Racing) tocou o carro do líder Andre Lotterer quando disputavam a posição na curva 2, causando um furo do pneu e quebra da suspensão traseira direita que obrigaram o piloto alemão da DS Techeetah a abandonar a corrida. Bird recebeu a bandeirada em primeiro, mas a direção de prova analisou a cena e impôs inicialmente cinco segundos de punição ao britânico, que acabou caindo para o sexto lugar e cedendo a vitória ao suíço Edoardo Mortara (Venturi).

Audi e-tron FE05 #11 (Audi Sport ABT Schaeffler), Lucas di Grassi

Mesmo assim, o resultado consta como provisório e ainda pode sofrer alterações segundo uma possível nova interpretação a ser dada pelos comissários da FIA. No meio disso tudo, Lucas, que chegara em terceiro e já ampliara seu recorde para 29 pódios na Fórmula E (58% de todas as corridas da categoria), subiu para o segundo lugar na classificação da prova.

Como o até então líder Jérôme D’Ambrosio (Bélgica, Mahindra) abandonou em um dos acidentes, Bird passou ao primeiro lugar do campeonato, mas agora com Di Grassi encostando na liderança. O piloto inglês soma no momento 54 pontos contra 53 do belga e 52 do brasileiro – que somente nessa corrida eliminou 17 pontos da desvantagem que tinha para o primeiro colocado na tabela. “Foi uma corrida muito difícil para todo mundo”, diz Lucas, que largou em quinto e já na primeira volta levou duas batidas de adversários na briga por posições.

Lucas di Grassi

“A pista exigia atenção máxima, foco total em cada detalhe, e mesmo assim as batidas aconteceram. A gente sabia que ia ser complicado e eu tive que me esforçar muito e controlar cada detalhe de todas as voltas para chegar nesse pódio. Independentemente da punição do Bird, saímos de Hong Kong melhor posicionados no campeonato. E precisamos manter o nível do trabalho feito até aqui por que o grid está muito forte e competitivo. Temos pelo menos quatro pilotos de equipes diferentes nas primeiras posições, com um revezamento de vencedores nas provas também. Isso é a Fórmula E. Dá gosto competir em um campeonato assim”, comentou Di Grassi.

Confira os seis primeiros do campeonato: 1) Sam Bird (Inglaterra, Virgin Envision Racing), 54 pontos; 2) Jérôme D’Ambrosio (Bélgica, Mahindra), 53; 3) Lucas Di Grassi (Brasil, Audi Sport Abt Schaeffler) e Edoardo Mortara (Suíça, Venruri), 52; 5) António Félix da Costa (|Portugal, BMW Andretti), 47; 6) Robin Frinjs (Holanda, Envision Virgin)