voltar
bannernewsracer
Off-Road / Rally

Definido o roteiro do Rallye Internacional 1000 Milhas Históricas Brasileiras

Concorrentes percorrerão 1.700 km em quatro dias, passando pelas mais famosas serras de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul


24 Mai 2018 Rallye Caminho do Mar newsBANNER1

Faltando 30 dias para a realização da 6ª edição do Rallye Internacional 1000 Milhas Históricas Brasileiras, os organizadores do MG Club do Brasil divulgaram o roteiro da prova regida pelas regras da FIA-Historic (Federação Internacional de Automobilismo) e homologada pela FIVA (Federação Internacional de Veículos Antigos).

A competição com percurso com cerca de 1.700 km será disputada em quatro dias, passando por algumas das mais belas e famosas serras dos Estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. A prova começa na manhã do dia 20 de junho, partindo do Shopping Iguatemi, em São Paulo (SP), chegando na tarde do dia 23 de junho em Gramado (SP).

As atividades oficiais do 6º Rallye Internacional 1000 Milhas Históricas Brasileiras começarão na tarde de terça-feira, 19, quando todos os veículos participantes serão vistoriados e adesivados no estacionamento do Shopping Iguatemi, e os pilotos e navegadores terão um briefing com o Diretor de Prova, que distribuirá a planilha da prova.

“O trajeto do rally é sempre realizado em estradas secundárias. Neste ano, mudamos o tradicional trajeto SP-RJ-MG-SP e estamos homenageando toda a região sul do Brasil”, comenta Luis Cezar Ramos Pereira, Diretor de Prova do 6º Rallye Internacional 1000 Milhas Históricas Brasileiras.

Roteiro desafiador e deslumbrante

No primeiro dia o rally de regularidade largará as 7 horas e seguirá pela via Castelo Branco em direção a Sorocaba, parando para almoço em um hotel em Capão Bonito (SP), cujo restaurante é em frente a uma pequena represa onde os competidores devem tomar fôlego para o trecho mais difícil de toda a 1000 Milhas, que é a Estrada do Rastro da Serpente.

Pouco utilizada e ligando o Estado de São Paulo ao Estado do Paraná, é um típico exemplo de estrada que no passado utilizou mulas para abrir caminho costeando as montanhas da Mata Atlântica – por isso o surgimento das 1.450 curvas em pouco menos de 250 km até Curitiba. A chegada na capital paranaense é no maravilhoso Museu de Automóveis Antigos, em frente ao Parque Barigui.

No dia seguinte os cerca de 50 competidores utilizando carros clássicos fabricados entre 1919 e 1980 descem a Serra da Graciosa, que faz jus ao nome pela paisagem deslumbrante, e foi a primeira estrada pavimentada com paralelepípedos do Estado até os anos 40, atravessando a flora mais bem preservada da Mata Atlântica brasileira, em direção ao mar. O almoço será no lindo Iate Clube de Caiobá, onde os participantes poderão caminhar um pouco.

A parte da tarde inicia com a travessia de cerca de 20 minutos por ferry-boat que liga Caiobá a Guaratuba, na divisa para o Estado de Santa Catarina, passando depois por Lauro Müller, Jaraguá do Sul e Pomerode, para descer a chamada Rodovia Alemã da Cerveja, onde há inúmeras casas de construção típica alemã, chegando no final da tarde no Hotel Sesc, em Blumenau.

No terceiro dia a prova volta para a BR 101 e após Florianópolis e São José segue por 17 Km em direção às montanhas, para almoço em Santo Amaro da Imperatriz, local calmo e de águas termais, no Plaza Caldas da Imperatriz Resort, de reconhecida gastronomia em um vale de belíssima fauna e flora.

Logo depois os participantes seguirão em direção a Tubarão, passando pela maravilhosa ponte estaiada e rumo a magnífica Serra do Rio do Rastro, que dá acesso ao planalto superior do Estado de Santa Catarina, subindo a quase dois mil metros. Esta serra é um dos patrimônios brasileiros – estrada de rara beleza e de curvas em forma de grampo de cabelo, chegando no final da tarde em São Joaquim. Os carros ficarão expostos na Praça Central da cidade, que promete temperaturas abaixo de zero graus centígrados.

No quarto e último dia, já no sábado (23/6), saída em direção a Bento Gonçalves (RS), com parada na linda Vinícola Valduga, no Vale dos Vinhedos, com sua culinária típica italiana, regada a vinhos, muito deles premiados no exterior. Após o almoço o comboio de veículos históricos segue para Gramado, cidade cheia de atrações e passeios juntamente com Canela, local de chegada do Rally Internacional 1000 Milhas Históricas Brasileiras.

“As paisagens de todo o roteiro vão deslumbrar os fotógrafos e cinegrafistas que cobrirem a prova. Será uma visita as serras mais lindas do Brasil, com os mais icônicos veículos históricos que temos. Estamos aliando a competição com turismo, história, gastronomia e entretenimento”, encerra Eduardo Lambiasi, Presidente do MG Club do Brasil.

O Rallye Internacional 1000 Milhas Históricas Brasileiras é uma realização do MG Club do Brasil, com apoio institucional da Federação Brasileira de Veículos Antigos (FBVA) e da Associação Brasileira de Imprensa Automotiva (Abiauto). O eventoe seus participantes apoia as ações da campanha Maio Amarelo.

Os interessados podem se inscrever até o dia 8 de junho, na Secretaria do MG Club do Brasil, de 3ª a 6ª feira, das 14h às 18h, pelo e-mail secretariamg@terra.com.br, ou pelo telefone (11) 3673-5065.

O 6º Rallye Internacional 1000 Milhas Históricas Brasileiras (www.1000milhashistoricas.com.br) tem o apoio de Taj Joalheria, Farinha de Trigo Santa Clara.