voltar
bannernewsracer
Rally

Categoria Junior abre disputa no Rally da Suécia


11 Fev 2020 e92a3af7-6df6-4363-81c9-da244b8fb9fa newsBANNER1

O Campeonato Júnior WRC da FIA 2020 começa no Rally da Suécia neste final de semana, com 16 dos jovens talentos mais promissores do esporte buscando um dos maiores prêmios do automobilismo.

Desde que a série Júnior, como a conhecemos, começou, apenas a Academia FIA WRC de 2011 pode se orgulhar de mais participações e não é preciso dizer que o campeonato deste ano deve ser extremamente disputado.

Ao volante de Ford Fiesta R2T19s, movidos a EcoBoost, equipados com os pneus Sottozero ICE da Pirelli, tudo começa neste fim de semana com os jovens interessados ​​em mostrar suas habilidades no único verdadeiro rali de inverno do Campeonato Mundial de Ralis da FIA.

Devido ao clima temperado ameno que afeta o percurso do rali, um cronograma reduzido fará com que as equipes percorram 180 quilômetros competitivos em 11 etapas na Suécia e na vizinha Noruega.

E com o potencial de uma camada relativamente fina de gelo, as equipes também terão que prestar muita atenção à sua estratégia, configuração e gerenciamento de pneus – especialmente quando se trata de garantir que eles mantenham o maior número possível de pinos durante todo o ciclo.

O Rally da Suécia fez parte do Junior WRC três vezes e nas três oportunidades houve um vencedor sueco – Per-Gunnar Andersson em 2006, Dennis Rådström em 2018 e Tom Kristensson em 2019.

Por isso, não é preciso dizer que todos os olhos estarão voltados para os suecos mais uma vez este ano – Kristensson quer fazer o dobro contra a forte concorrência do campeão sueco de rally júnior do ano passado, Pontus Lönnström.

Outros escandinavos incluem Sami Pajari, que foi promovido até o Campeonato SM3 finlandês do ano passado pelo compatriota Lauri Joona, e também o mais recente de uma longa fila de noruegueses Solbergs – filho de Henning e sobrinho de Petter, Oscar Solberg.

Ken Torn, da Estônia, e Mārtiņš Sesks, da Letônia, também não são estranhos quando se trata de ralis no inverno e não devem ser descontados quando se trata de um desafio para a vitória.

Outros podem não estar tão acostumados com a neve e o gelo, mas os graduados do ano passado – Raul Badiu, Fabrizio Zaldivar e Enrico Oldrati – poderão aproveitar a experiência adquirida 12 meses antes, e Ruairi Bell não é novata no que diz respeito ao coisas brancas tendo se recuperado na Letônia desde o início de sua carreira em 2016.

A colega Brit Catie Munnings também teve uma experiência recente de gelo e neve quando assumiu o volante de um Bentley Continental GT3 especialmente modificado na GP Ice Race da Áustria no início deste mês.

Retornando ao carro de rally após ser coroado o campeão de eSports de 2018, Jon Armstrong disputará o Rally da Suécia pela primeira vez na realidade e é uma história semelhante para Fabio Andolfi, já que o italiano parece usar sua experiência com tração nas quatro rodas em seu benefício.

Os italianos Tommasco Ciuffi e Marco Pollara farão sua estréia mundial fora do Rally Italia Sardegna, e todas as equipes estão ansiosas para começar bem as temporadas de 2020.