voltar
Carros

APETITE DAS MONTADORAS PELO BRASIL MARCA PRIMEIRO DIA DE COLETIVAS DO SALÃO INTERNACIONAL DO AUTOMÓVEL

29 Out 2014

No primeiro dia exclusivo para jornalistas do Salão Internacional do Automóvel de São Paulo, o interesse das montadoras em crescer no mercado brasileiro foi marca patente, por diversos motivos. A Audi, por exemplo, quer vender 15 mil unidades no ano que vem, depois de crescer 102% ao longo do primeiro semestre deste ano sobre todo  2013. A Hyundai já contabiliza 300 mil unidades vendidas do HB20, desde que foi lançado em 2012, a Fiat comemora 13 anos de liderança de vendas e a GM anuncia que quer investir R$ 6,5 bilhões no Brasil até 2018. O evento, que esse ano traz 500 veículos, de 41 marcas, sendo cerca de 150 lançamentos, abre para o público geral no dia 30 de outubro, às 14h, e vai até 9 de novembro. O maior evento privado da cidade de São Paulo aumentou  20% para sua área de exposição de montadoras e deve atrair 750 mil visitantes.

Durante os dias 28 e 29, o evento abre exclusivamente para a imprensa. Até o final do dia Ford, Subaru, Honda, Peugeot, Renault, Toyota, Chrysler, Volkswagen, Mercedes-Benz e Smart ainda apresentam suas novidades ao mercado brasileiro.

Com crescimento mundial histórico, Audi quer vender 15 mil unidades no Brasil já no ano que vem

CEO da Audi no Brasil garante que A3 e-tron chega ao mercado brasileiro até o fim de 2015. Anúncio foi feito em coletiva no Salão Internacional do Automóvel.

O presidente e CEO da Audi no Brasil, Jörg Hoffmann, anunciou números da Audi no país no primeiro de dia de coletivas do Salão Internacional do Automóvel de São Paulo. “Tivemos em 2014 o melhor mês  de setembro da história, e vendemos no mundo todo 160 mil carros”. As vendas globais desse ano foram, até agora, de 1,7 milhão de unidades, e a empresa espera chegar à marca de 2,5 milhões de automóveis vendidos até 2020.

“No Brasil, nossos resultados também foram positivos. O primeiro semestre de 2014 teve em volume de vendas quase o total de 2013.  De janeiro a setembro o crescimento foi de 102% sobre o ano passado”. A Audi quer vender 15 mil unidades no Brasil em 2015, e para isso vai dobrar o número de lojas no país. Em 2013, eram 28 lojas. Até o fim de 2014, devem surgir mais 12 e em 2017 a rede deve possuir 60 lojas.

Em São José dos Pinhais, o investimento de R$ 500 milhões da empresa em uma unidade fabril vai trazer ao mercado brasileiro carros como o A3, híbrido com motor elétrico e-tron, com autonomia de 940 km e 204 cv de potência. O carro, que chega ao mercado antes do final de 2015, pode ser carregado em qualquer tomada de 110 v, e leva cerca de 4h para tomar força total.

O estande da Audi no Salão do Automóvel tem 8 mil cavalos de potência em 23 produtos. Seis dos modelos são inéditos no país. Nos test-drives do evento, será possível dirigir os bólidos RS Q3, RS4, RS 5, RS 6, RS 7 e R8.

Nissan apresenta carros com toque de brasilidade

Nissan March Rio 2016 edition e o crossover Kicks Concept foram desenvolvidos com o envolvimento do estúdio de design que a montadora japonesa inaugurou no Rio de Janeiro esse ano

Segundo o presidente da Nissan do Brasil, François Dossa, 2014 ficará marcado como o ano em que a montadora japonesa “fincou raízes” no Brasil. Em abril, foi lançado o complexo industrial de Resende, no Rio de Janeiro, e inaugurado o estúdio de design da marca na capital fluminense. “Queremos trazer a brasilidade para o portfólio local da Nissan”, afirmou Dossa. A fábrica já produz o New March e, a partir de 2015, produzirá também o sedan New Versa.

José Luís Valls, chairman da Nissan América Latina, disse que o objetivo da fabricante é estar entre as três primeiras marcas da região, daí as apostas em se aproximar mais da cultura e acontecimentos locais com repercussão mundial. Ele apresentou o Nissan New March Rio 2016 edition, uma versão do New March desenvolvida para celebrar os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 2016. O projeto criado no estúdio carioca usa a cor laranja em detalhes externos e no interior do carro. As embaixadoras do conceito serão a ex-jogadora de basquete Hortência Marcari e a nadadora paralímpica Susana Schnarndorf.

A apresentação da marca no Salão do Automóvel 2014, no dia 28 de outubro, contou com a presença de Shiro Nakamura, chief creative officer e vice-presidente sênior da marca. Ele apresentou o crossover Kicks Concept. “Um novo conceito em crossover, ideal para cidades e estradas rústicas”, cujo design foi desenvolvido em conjunto pelas equipes da Ásia, América do Norte e Rio de Janeiro.

Hyundai aposta na inovação e em apelo emocional

Os modelos lançados pela Hyundai no Salão Internacional do Automóvel (HB20, Veloster Turbo, New Genesis e o Novo Azera) estão focados em duas bases: a inovação e o apelo emocional. “Nosso market share mais do que dobrou desde a última edição do Salão e somos uma das 40 maiores marcas, segundo uma recém-lançada pesquisa da consultoria Interbrand”, disse o presidente da marca, William Lee. “Mas nossa grande aposta é o emocional do consumidor”, afirmou Lee.

O HB20, por exemplo, montado na fábrica da Hyundai que fica em Piracicaba, vendeu 300 mil unidades desde que foi lançado, há dois anos. Para comemorar, a empresa está lançando o HB20 For You, edição limitada em cinco mil unidades, com motor 1.0, nas cores branca, preta e prata. “Desenvolvemos um modelo com portas assimétricas, elegante e original, com proporções equilibradas”, disse o design chefe da Hyundai, Casey Myum, um dos criadores do HB20.

As inovações também chegaram ao New Genesis, que possui uma nova grade dianteira, lanternas de led, bancos com 12 tipos de ajustes com aquecimento, controle de estabilidade, luz ineligente e detector de ponto cego. No Veloster Turbo, que será importado e vendido pela CAOA, o diferencial fica por conta do design ousado e dinâmico. O modelo também amplifica o som do motor no interior da cabine, o que gera um maior impacto para quem está dentro do carro.

O New Azera traz mais requinte. O carro é 10 mm maior em comprimento do que a versão anterior. O para-choque traseiro vem em dois tons, dando uma aparência mais elegante. O painel tem controles ergonomicamente mais acessíveis. São nove airbags, bancos elétricos com memória e também será importado e comercializado pela CAOA. “A satisfação do cliente é fator decisivo para nós”, afirmo Antonio Maciel Neto, presidente da CAOA.

Para a Hyundai, o Brasil é um dos mercados mais importantes mundialmente. Tanto que a fábrica da montadora, em Piracicaba, recebeu aporte de R$ 1,5 bilhão, o que gerou cinco mil empregos diretos e outros 20 mil indiretos.

Nova S10 de luxo e Corvette Stingray são atrações da GM no Salão do Automóvel

Empresa quer investir R$ 6,5 bilhões no Brasil até 2018

Com a presença do presidente global da General Motors no Salão Internacional do Automóvel de São Paulo, Dan Ammann, a Chevrolet apresentou durante a coletiva para jornalistas modelos como a nova picape-conceito S10 High Country. A empresa também traz para o pavilhão a perua Spin e o Chevrolet Cruze. O visitante encontrará ainda o protótipo Onix, o Camaro Z-28 e um Corvette Stingray, que não tem previsão de vendas por aqui.

Segundo Dan Ammann, o Brasil é “mercado importante e temos uma história para contar aqui”. Em setembro de 2014 as vendas globais da empresa subiram mais de 2%, e o Brasil é o 3º maior mercado para a Chevrolet/GM. Entre 2014 a 2018 a empresa quer investir R$ 6,5 bilhões no país, em renovação de linhas, desenvolvimento e pesquisa.

Mitsubishi apresenta releituras de modelos icônicos

Mudanças de design e novos componentes de tecnologia são as apostas da montadora na feira

A Mitsubishi trouxe ao Salão Internacional do Automóvel 2014 releituras de ícones da marca, que ganham novos componentes e algumas inovações de design. Um exemplo é a versão PHEV do Outlander. O crossover tem tecnologia híbrida e tração 4X4. A economia de combustível sem o comprometimento da performance é um dos diferenciais do automóvel, segundo o presidente da Mitsubishi Motors Brasil, Robert Rittsher. Um bom exemplo desta avançada tecnologia é um percurso urbano em horário de pico. Nessa situação, o “anda e para” é constante e o gasto de combustível nos carros convencionais fica elevado. Com o Outlander PHEV, é possível percorrer mais de 50 quilômetros sem utilizar uma gota de gasolina.

Outro modelo que ganhou releitura foi o Lancer. A montadora apresentou em primeira mão no Salão o Lancer Evolution X, cujos principais destaques são o motor turbo de 295 cv e visual mais esportivo.  A Pajero, um dos modelos mais emblemáticos da montadora, também passa por algumas mudanças estéticas na versão Pajero Full 2015. O destaque da Pajero Dakar é o tanque de 90 litros de capacidade. A Pajero ganha ainda uma versão limitada, de 600 unidades: a Pajero TR4 O’Neill, parceria entre a montadora e a marca referência no mundo do surfwear. “É um veículo com conceito jovem para quem curte a vida ao ar livre e off road”, diz Rittsher.

O presidente da Mitsubishi informou que até novembro desse ano cerca de 85% dos veículos vendidos no Brasil serão produzidos na fábrica da montadora em Catalão, interior de Goiás.

Fiat comemora 13 anos na liderança das vendas

A Fiat chegou ao Salão Internacional do Automóvel comemorando os 13 anos na liderança de vendas no Brasil. “O país é o segundo maior mercado da montadora, perdendo apenas para os Estados Unidos”, disse C. Belini, presidente da empresa para toda a América Latina. Segundo o executivo, dos oito veículos mais vendidos no Brasil, quatro são da Fiat (Palio, Strada, Uno e Siena), sendo que o Strada detém 60% das vendas de pick-ups.

No início do ano, a Fiat comprou 100% das ações da Chrysler. Desta união surgiu a FCA – Fiat Chrysler Automobiles, levando a empresa para a sétima colocação entre os maiores grupos de todo o mundo, com 16 marcas. Até 2016, a empresa planeja investir R$ 15 bilhões no Brasil, o que inclui fortalecer a marca Jeep, modernizar as fábricas de Pernambuco e Betim – que já tem hoje uma das cabines de pintura mais modernas do mundo, com capacidade para atender 180 veículos por hora. “Vamos lançar quatro novos modelos nos próximos dois anos. Estamos antecipando os desejos dos consumidores”, afirma Belini.

Entre as novidades, Lélio Ramos, diretor comercial da marca, destacou a versão elétrica do modelo 500 (hoje só comercializado na Califórnia, Estados Unidos e sem previsão de venda no Brasil), a Fiat Live Store (loja virtual com todos os modelos da montadora), a Fiat Fashion (roupas e sapatos com o logotipo da Fiat), a Fiat Club (cujo objetivo é fidelizar os clientes). Entre os modelos novos, os destaques ficaram por conta dos novos Linea, Strada (com três portas), Uno (com painel de LCD e redução de 20% no consumo de combustível), Bravo (com central multimídia), 500 Abarth e o FCC4 (projetado no Brasil). “Queremos encantar e surpreender os consumidores e manter a liderança nos próximos anos”, disse Ramos.

Lexus mostra nova mini-SUV NX 200t que chega no Brasil no primeiro trimestre de 2015

A Lexus, segmento de luxo da Toyota, é uma marca relativamente nova no mercado. A companhia completa 25 anos de existência mostrando no Salão Internacional do Automóvel, pela primeira vez na América Latina, a mini-SUV NX 200t, além do modelo Lexus RC 350. Segundo o presidente para América Latina e Caribe Steve St. Angelo, a empresa em 10 anos teve crescimento de 45% em suas vendas, e deve crescer sobre esse montante mais 10% nos próximos anos. “O Brasil é nosso principal mercado na América Latina. Em 2013 foram 200 unidades vendidas aqui, 26% a mais do que no ano anterior. Nosso foco não é quantidade, mas sim oferecer um serviço inigualável para o nosso cliente”. A Lexus entrou em 2012 no Brasil.

A NX 200t tem motor de 2 L turbo, com injeção direta, e será vendida nas versões Luxury e F-Sport. O preço deve variar entre R$ 200 mil e R$ 230 mil

Citroën aborda conceito premium e branding no Salão do Automóvel 2014

A marca trouxe ao evento o DS 6, o primeiro SUV da marca DS, lançado recentemente na China

A principal aposta da Citroën no Salão do Automóvel é o conceito premium. A empresa trouxe ao evento o DS 6, o primeiro SUV da marca DS, lançado recentemente na China. “É uma ótima oportunidade para sentirmos a receptividade do consumidor brasileiro e seu potencial de venda. Afinal, o segmento SUV no Brasil cresce acima do mercado”, diz Francesco Abbruzzesi diretor geral da Citroën no Brasil.

A apresentação da Citroën esteve bastante focada nos esforços de branding da montadora francesa e nos programas de experiência criados para o cliente, como o Citroën Fidelité, o Citroën Concierge e o recém-lançado iCheck, ferramenta de pós-venda. Abbruzzesi ressaltou as conquistas da marca no campo digital. “Somente via Internet geramos mais de 10 mil leads por mês. Tenho a satisfação de dizer que já são mais de 300 Citroëns vendidos por mês somente pelos canais digitais. Posso antecipar que a nossa ambição para os próximos anos é ampliar ainda mais as nossas atividades, transformando o Brasil na grande referência mundial de marketing digital”.

Participaram da apresentação Eric Apode, vice-presidente de produto e desenvolvimento de mercado, e Lind Jackson, CEO brand da montadora.

bannernewsracer

Parceiros

  • prime
  • astrus